Divas do Cinema

3 abr

Vale a pena fazer um post só para homenagear as mais belas atrizes de hollywood, consideradas ícones do século passado e eternizadas pela beleza e talento que tinham.

Começo falando da belíssima atriz Greta Garbo. Nascida em 18 de setembro de 1905 em Estocolmo, Suécia. Uma das mais fascinantes mulheres do século passado. Eleita a 5ª maior lenda da história da 7ª arte pelo Instituto Americano de Cinema.

Greta Garbo

Misteriosa e reservada, essas eram suas características marcantes. Durante toda sua vida concedeu apenas 14 entrevistas, sendo somente 11 de boa vontade. Jamais se casou ou teve filhos. Greta iniciou sua carreira no cinema atuando em filmes publicitários para lojas de Estocolmo. Estudou arte dramática na academia Real de Teatro Dramático entre 1922 e 1924.

E foi por volta de 1924 que Greta Lovisa Gustafson se transformou em Greta Garbo (nome artístico). Em 1925 ela  ingressa na indústria cinematográfica de hollywood com a ajuda de Mauritz Stiller (mentor de Louis Mayer, poderoso magnata do cinema que comandava a MGM na época).

Foi indicada 4 vezes ao Oscar de melhor atriz, pelos filmes:

-1930 | Anna Christie e Romance

– 1937 | A Dama das Camélias

– 1939 | Ninotchka

– 1954 | A Academia do Oscar lhe conferiu um Oscar especial pelo conjunto de sua carreira, porém ela não compareceu para receber a estatueta.

Faleceu em 15 de abril de 1990 em Nova Iorque aos 84 anos.

Fontes: http://pt.wikipedia.org/ e http://www.gretagarbo.com/

________________________________________________________________________

Catherine Fabienne Dorléac, mais conhecida como Catherine Deneuve. Nascida em Paris/França, em 22 de outubro de 1943. Filha de Maurice Dorleác e Renée Dorléac, ambos atores de cinema e teatro.

Considerada um modelo de elegância e uma das mais respeitadas atrizes do cinema francês e mundial. Fez sua estreia no cinema com 13 anos, em As Meninas Crepúsculo, ainda creditada como Catherine Dorléac. Começou a usar o nome de solteira de sua mãe (Deneuve) profissionalmente em 1960, a fim de diferenciar-se de sua irmã também atriz, Françoise Dorleác.

Sua ascensão profissional veio em 1964 com o sucesso do musical Os Guarda-Chuvas do Amor (diretor Jacques Demy). Emendou também no sucesso do filme Repulsa ao Sexo (1965) de Roman Polanski e em A Sereia do Missisipi (1969), de François Truffaut. Tais atuações lhe renderam a reputação de símbolo sexual frio e inacessível, por interpretar papéis de mulheres lindas e frígidas (femme fatale).

Para aumentar sua exposição, Deneuve se tornou o rosto do perfume Chanel nº 5, fazendo com que as vendas do perfume crescessem nos Estados Unidos.

Com sua beleza imutável, Deneuve teve uma atuação perfeita no melodrama romântico  Indochina  de 1992, o filme venceu o Oscar e Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro.

Com mais de 12 indicações a prêmios renomados do cinema, como o Oscar, Prêmio César, Bafta, Festival de Cinema de Veneza, Festival de Cinema Internacional de Moscou, entre outros. Catherine já foi indicada dez vezes e premiada duas vezes pelo César Awards de melhor atriz, considerado o maior prêmio do cinema francês.

Atualmente, com 70 anos, Catherine continua atuando e belíssima por sinal.

Na sua última vinda para o Brasil ela declarou em uma coletiva de imprensa:

“Às vezes, é um pouco pesado ser Deneuve, mas há mais vantagens do que desvantagens. Moro num bairro em que as pessoas estão acostumadas comigo. Não vou à Champs-Elysées (avenida badalada de Paris), claro, fico em Saint-Germain, que é um bairro mais boêmio. O culto às celebridades tomou uma proporção tão grande que as pessoas olham para imagens que não tem menor importância, banalizou muito. Na França menos, mas mesmo lá”

O que eu posso dizer? Ela é simplesmente admirável… não só por sua beleza e talento, mas por sua simplicidade e sensatez.

Fontes: http://www.imdb.com/ ; http://pt.wikipedia.org/ e http://cinema.terra.com.br/

________________________________________________________________________

Agora, gostaria de falar de uma italiana charmosíssima e elegante: Sophia Loren. Nasceu no dia 20 de setembro de 1934 em Roma/Itália.

Morena, lábios carnudos, olhos azuis “delineados em gato”, corpo voluptuoso e uma voz sensual profunda, essas seriam suas mais marcantes descrições físicas.

Iniciou sua carreira aos 14 anos quando participou de um concurso de beleza, ficando entre as finalistas. Foi lá que Sophia chamou a atenção de Carlo Ponti, um produtor de cinema, ao qual mais tarde veio a se casar com ela (no ano de 1966), apesar de ser 22 anos mais velho que ela.

Em seus primeiros dez filmes trabalhou como figurante e teve seu nome creditado como Sophia Lazzaro. Estreou em uma carreira de sucesso no cinema americano em 1957, estrelando nos filmes A Lenda da Estátua Nua (1957), A Lenda dos Desaparecidos (1957), e Orgulho e Paixão (1957). Porém, seus maiores sucessos foram filmes estrelados na Itália, como Duas Mulheres (1960), que lhe rendeu uma aclamação internacional sendo homenageada com um Academic Award de Melhor Atriz.

Em 1980 gravou um filme que conta sua própria história, interpretando a si mesma e sua mãe. Entre 1990 e 2000, Sophia foi seletiva na escolha de seus filmes e se aventurou em várias áreas de negócios como livros de receitas, marca de óculos, joias e perfumes.

Loren possui dois filhos, Carlo e Eduardo e quatro netos. Casou-se apenas uma vez com Carlo Pontti, falecido em janeiro de 2007. Em novembro de 2009, quando questionada a respeito de casar-se novamente, declarou: “Não, nunca mais. Seria impossível amar alguém novamente”.

Atualmente ela divide seu tempo entre a Suíça e Los Angeles, perto de seus filhos e familiares. Com uma carreira que já abrangeu 6 décadas, sendo honrada com mais de 50 prêmios, ela continua sendo uma das mais queridas celebridades no mundo do cinema internacional

Não é a toa que ela foi escolhida pela revista People como uma das 50 pessoas mais bonitas do mundo (1991) e pela revista Empire como uma das 100 mais sexys estrelas da história do cinema (1995), ficando em 25º lugar.

Fonte: http://www.lorenarchives.com/; http://en.wikipedia.org/wiki/Sophia_Loren  e http://www.imdb.com/

DESIGN E IDEIAS

29 nov

Sim, já existe! Acho que esta seria a melhor frase para começar este post ou ainda.. Sim, já pensaram nisto!

Sou viciada no pinterest e uma de minhas pastas (boards) é só sobre coisas que acho bacana, diferente, revolucionária ou simplesmente prática. Selecionei alguns dos inventos que mais me chamaram atenção. Separei as imagens em quatro categorias: divertidos, para crianças e mães, design top  e úteis.

clique e amplie

clique e amplie

CRIANCAS

DESIGNTOP

clique e amplie

O único porém deste post é que dá vontade de ter tudo, mas não faço ideia de onde compra. Foi tudo tirado de imagens do pinterest.

Para que tem a conta no site e quer dar uma espiada nas minhas boards.. segue meu perfil: http://pinterest.com/linive/

UTEIS

clique e amplie

Espero que tenham gostado e quem tiver uma ideia de onde tem para vender algum destes produtos.. pode nos dar esta dica!

Até o próximo post!!!

Blog Dalí

Gênios por trás das lentes

25 set

Hoje queria fazer um post citando os grandes nomes da fotografia que conheço e admiro e postar alguns de seus trabalhos maravilhosos.

Na fotografia há várias segmentações, diferentes aspectos de abordagem, diferentes estilos e temas abordados. Não há uma denominação correta para todos os segmentos e estilos de fotografias, mas selecionei alguns que de fato são os mais conhecidos: fotojornalismo, foto retrato, foto publicitária, fotografia de moda, fotomontagem, foto paisagem, macrofotografia, microfotografia, foto aérea, foto subaquática e foto artística.

Vou explorar um pouco do estilo foto retrato. No Brasil um dos fotógrafos mais conhecidos por seus cliques retratos de celebridades é Fernando Torquatto. Torquatto é maquiador, fotógrafo, ex-modelo, apresentador e cantor brasileiro. Tem um programa de beleza no canal GNT e é colunista do portal G1. Veja um pouco de seu trabalho.

Outro grande fotógrafo brasileiro que gostaria de citar é Luiz Garrido, também faz cliques de retratos de famosos. Eu, particularmente gosto muito mais do seu estilo de fotografar. Ele clica momentos espontâneos, sorrisos, faces de reflexivas, silhuetas e ângulos incomuns, a maioria em PB!

Luiz Garrido já clicou personalidades como Oscar Niemeyer, Tom Jobim, Lula, Maitê Proença, Ivo Pitanguy e até John Lennon e Yoko Ono. Gosto bastante de seu trabalho, confiram abaixo.

Agora falando de nomes internacionais, começo com Willy Rizzo. Italiano, conhecido como o fotógrafo das celebridades,  Rizzo já teve a honra de fotografar estrelas como Brigitte Bardot, Sofia Loren, Marilyn Monroe, Audrey Hepburn e Jane Fonda. Atores ícones como Gene Kelly e Fred Astaire e ainda os pintores Salvador Dalí e Pablo Picasso. Acho que não preciso dizer mais nada… basta admirar um pouco de sua arte agora!!!

Outro grande fotógrafo italiano que vou dar uma atenção especial é Claudio Carpi. Carpi foi nascido e criado em Roma, conheceu a fotografia através de seu pai, Fábio Carpi, escritor, roteirista e diretor de cinema. Em Paris estudou durante 5 anos artes gráficas e fotografia e depois começou a trabalhar com a legendária fotógrafa Dominique Issermann.

Atualmente ele está em sua melhor fase, é conhecido como o queridinho das celebridades. É verdadeiramente fã do Brasil e vive dividindo seu tempo entre o Rio de Janeiro e outras localidades ao redor do mundo. Já fotografou muitas celebridades para revistas renomadas como Vanity Fair, Time Magazine e Entertainement Weekly.

Possui um site com seu portfólio e com uma pequena biografia, vale a pena conferir: http://www.claudiocarpi.com/

Vou reproduzir alguns de seus cliques que mais gosto, porém em tamanho maior do que as montagens anteriores. Isoladamente consegue-se ver melhor a beleza de seus trabalhos.

Sean Penn em PB, com olhar sedutor e o charme do cigarro na mão, foto clássica.

O olhar marcante de Ewan McGregor.

A belíssima Fernanda Lima junto de Ronaldo fenômeno.

Gael García Bernal e seus olhos cor de mel em pose espontânea.

Hilary Swank com seu animal de estimação.

Liam Neeson simplesmente maravilhoso com seu olhar marcante e misterioso.

Finalizando, a atriz Nicole Kidman em PB, também belíssima.

Bom, já que citei anteriormente o nome de Donique Issermann, fiquei com vontade de mostrar um pouco de seu trabalho. Dominique é francesa e trabalha principalmente no mundo da moda e da publicidade. Sua fotos são predominantemente em PB com jogos de sombra e luz contrastantes.  Já clicou para Christian Dior, Cartier, Lancôme, Yves Saint Laurent, Chanel e muitas outras grandes marcas.

Vamos conferir suas obras de arte. Lembrando que o estilo dela não é auto retrato!

Dominique para YSL. Reparem no jogo de cores: PB x Cor.

Editorial de moda para Vogue Paris por Dominique Issermann.

O ensaio da modelo e atriz francesa Laetitia Casta por Dominique Issermann. Este ensaio fotográfico lhe marcou a carreira, lhe rendeu um livro e muitas exibições em galerias. Foram três dias fotografando a bela modelo na Suiça. As fotos são focadas na exposição das curvas do corpo da modelo, uma bela homenagem a beleza feminina.

Abaixo uma exposição do ensaio fotográfico e a capa do livro intitulado Laettia Casta (nome da modelo) assinado por Dominique Issermann.

Voltando a falar dos famosos auto retratos de celebridades, o fotógrafo especialista e fiel a  este estilo de fotografia é Martín Schoeller. Schoeller é alemão e vive em Nova York. Sua obra mais conhecida são seus retratos, com iluminação, pano de fundo e tons muito semelhantes. Seu trabalho aparece nas revistas The New Yorker, Outside Magazine, Entertainment Weekly, Rolling Stone, GQ, Esquire e Vogue.

Vou ter que fazer um arranjo (fotomontagem) com sua fotos, pois são tantas personalidades que foram clicadas por ele, que fica difícil escolher apenas algumas para compartilhar aqui. Espero que gostem.

Em destaque vou colocar algumas fotos também no estilo auto retrato de Schoeller, porém irreverentes, com alguns arranjos e improvisos que só vendo mesmo.

Sim!!! Ele inova.. e não para por aí. Recentemente ele fez alguns ensaios com celebridades em momentos inusitados, criou cenários hilários e foi além de nossa imaginação, o resultado você confere abaixo.

Quentin Tarantino por Martín Schoeller

Jack Black por Martín Schoeller

Mike Myers por Martín Schoeller

George Clooney e Brad Pitt por Martín Schoeller

Para mim, todos os que citei são verdadeiros gênios, dotados de criatividade e brilhantismo, sensíveis as mais diversas formas de expressão e sentimento. Poderia permanecer aqui falando sobre muitos outros fotógrafos maravilhosos como Mario Testino, Steven Meisel, Tom Munro, Lorenzo Agius, Tyler Shields, Peter Lindbergh, Terry Richardson, Sebastião Salgado e muitos outros, mas este post não teria fim.

“A melhor coisa sobre uma fotografia, é que ela não muda mesmo quando as pessoas mudam.” Andy Warhol

3… 2… 1… Gravando!

22 ago

Estava ansiosa para falar um pouco sobre a sétima arte. Sou louca por cinema!!!

Criei esta montagem com imagens de filmes que marcaram. Na sequência da esquerda para a direita: Casablanca, Titanic, O Garoto, Batman – O Cavaleiro das Trevas, Poderoso Chefão, La Dolce Vita, Cisne Negro, Uma Linda Mulher e Cleópatra.

Para quem ainda não sabe, a expressão 7ª arte foi criada por Ricciotto Canudo no “Manifesto das Sete Artes” em 1912. A numeração das artes refere-se ao hábito de estabelecer números para designar determinadas manifestações artísticas. Atualmente, esta é a numeração das artes mais consensuais, onde cada uma é caracterizada pelos elementos básicos que formatam sua linguagem:

  • 1ª Arte – Música (som);
  • 2ª Arte – Dança/Coreografia (movimento);
  • 3ª Arte – Pintura (cor);
  • 4ª Arte – Escultura (volume);
  • 5ª Arte – Teatro (representação);
  • 6ª Arte – Literatura (palavra);
  • 7ª Arte – Cinema (integra os elementos das artes anteriores mais a 8ª e no cinema de animação a 9ª).

Outras formas expressivas também consideradas artes foram posteriores adicionadas à numeração proposta pelo manifesto, são elas:

  • 8ª Arte – Fotografia (imagem);
  • 9ª Arte – Banda desenhada (cor, palavra, imagem);
  • 10ª Arte – Jogos de computador e vídeo (alguns integram elementos de todas as artes anteriores somado a 11ª, porém no mínimo, ele integra as 1ª, 3ª, 4ª, 6ª, 9ª arte somadas a 11ª desde a terceira geração dos videogames);
  • 11ª Arte – Arte digital (integra artes gráficas computorizadas 2D, 3D e programação).

O cinema é uma das artes mais apreciadas por todos, principalmente por possuir diferentes gêneros de filmes. Particularmente gosto das categorias cult (em primeiríssimo lugar), seguido pelo drama e é claro, a comédia. Para falar a verdade gosto de qualquer filme bem dirigido e com roteiro original.

Na figura acima da película, coloquei grandes nomes de cineastas que marcaram a história do cinema e que sou verdadeiramente fã. Para um deles em especial gostaria de dedicar este post: Pedro Almodóvar. Diretor e roteirista espanhol, homossexual assumido, tem um estilo único e aborda a temática da sexualidade de maneira bastante aberta.

Seus filmes são marcados pelas cores fortes, imagens impactantes, textos chocantes e um enredo antes nunca pensado. Paredes pintadas de cores fortes, músicas latinas, olhares desconfiados, ângulos isolados do contexto, cenas carregadas de emoção, atores com traços marcantes, cigarro, bebida, sexo, drogas, traição e mentiras.

As histórias nunca se desenrolam da maneira como esperamos, pelo contrário, em todo desfecho dos filmes ele consegue nos surpreender. Interpreto suas histórias como uma verdadeira forma de encarar a realidade da vida, diante de nossos conflitos internos, nos colocando contra a parede para questionarmos nossos limites e capacidades. Ele nos faz pensar, ainda que da maneira mais louca: “a la Almodóvar”! Abaixo coloquei alguns de seus melhores filmes. Pode confiar, todos são muito bons!

Outra característica marcante do diretor que não posso deixar de falar, é a escolha dos atores. Almodóvar tem os seus preferidos, Penélope Cruz, Antonio Bandera, Carmen Maura, Rossy de Palma e Gael García Bernal, que costumam atuar em seus filmes. Penélope é sua queridinha e ele não faz questão de esconder isso.

Espero que ele continue criando filmes maravilhosos e inspiradores!!!

Fontes: http://pt.wikipedia.org/wiki/Numera%C3%A7%C3%A3o_das_artes

Crazy for Andy!!!

22 ago

Andy Warhol não agrada a todos, mas não deixa de ser um dos meus artistas favoritos. Nasceu na Pensilvânia em agosto de 1928, filho de pais originários da Eslováquia que migraram para os Estados Unidos durante a Primeira Grande Guerra.

Logo quando criança, teve mal de Huntington (distúrbio neurológico hereditário raro que desencadeia movimentos corporais anormais e falta de coordenação, também afetando habilidades mentais e alguns aspectos de personalidade).

Muitas vezes de cama quando criança, desenhava, ouvia rádio e colecionava imagens de estrelas de cinema ao redor de sua cama, tornou-se excluído entre os seus colegas de escola e ligou-se fortemente a sua mãe. Warhol depois descreveu esse período como muito importante no desenvolvimento de sua personalidade, do conjunto de suas habilidades e de suas preferências.

Aos 17 anos entrou no Instituto de Tecnologia de Carnegie, em Pittsburgh e se graduou em design. Logo após mudou para Nova York e começou a trabalhar como ilustrador de importantes revistas, como VogueHarper’s Bazaar e The New Yorker, além de fazer anúncios publicitários e displays para vitrines de lojas. Começou então uma carreira de sucesso como artista gráfico, ganhando diversos prêmios como diretor de arte do Art Director’s Club e do The American Institute of Graphic Arts.

Um mix de suas obras e citações!!!

Em 1952, organizou sua primeira mostra artística na Hugo Galley e no ano de 1956, vários de seus desenhos foram expostos no MOMA (Museu de Arte Moderna) em Nova Iorque.

A década de 60 marcou uma guinada na sua carreira de artista plástico, onde ele passa a se utilizar dos motivos e conceitos da publicidade em suas obras, uso de cores fortes e brilhantes e tintas acrílicas.

Reinventa a pop art com a reprodução mecânica e seus múltiplos serigráficos, utilizando de temas do cotidiano e artigos de consumo, como; as reproduções das latas de sopas Campbell, a garrafa de Coca-Cola, rostos de figuras conhecidas como Marilyn Monroe, Liz Taylor, Michael Jackson, Elvis Presley, Pelé, Che Guevara e símbolos icônicos da história da arte, como Mona Lisa. Estes temas eram reproduzidos serialmente com variações de cores. Este no entanto, foi o ponto principal para o desenvolvimento da pop art.

Algumas de suas obras destaques:

E para finalizar este post, vai uma dica de decoração para quem ama Andy Warhol e não pode ter uma obra original ($$$) do artista. A ideia é comprar diferentes pôsters dele e emoldurar no estilo que você mais goste, seja clássico ou moderno. Abaixo alguns exemplos de como pode ficar. Para quem não sabe onde comprar, entre no site http://www.allposters.com.br/ e escolha qual obra você mais gosta, eles entregam em casa!!!

Veja mais em:

http://www.warholfoundation.org/

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Andy_Warhol

http://educacao.uol.com.br/biografias/andy-warhol.jhtm

http://www.suapesquisa.com/biografias/andy_warhol.htm

Roy Lichtenstein

18 maio

Vou estreiar falando de “ILUSTRAÇÃO” com um artista que sou fascinada.

Para quem gosta de ilustração e ainda não ouviu falar em Roy Lichtenstein, é obrigatório dar uma espiadinha em suas obras. Para mim, elas servem de inspiração!

Quem foi Roy Fox Lichtenstein?

Roy Lichtenstein

Um nova-iorquino, nascido em 1923, pintor ícone da pop arte.

Lichtenstein, foi um inovador e grande crítico da cultura de massa, transformou as histórias em quadrinhos em verdadeiras obras de arte, de cores vibrantes, traços marcantes e planos. Muitas de suas ilustrações foram cópias de artistas como Jack Kirby e Russ Heath, que desenhavam quadrinhos.

Pintava a óleo e tinta acrílica com a técnica do pontilhismo, que simulam os pontos reticulados das histórias em quadrinhos. Suas obras contribuíram fortemente para uma verdadeira revolução na história da arte moderna.

Abaixo algumas de suas ilustrações maravilhosas.

Image

Image

São ou não são lindas suas ilustrações? Para quem curtiu, tem um livro do autor Janis Hendrickson e Editora Taschen baseado nas obras de Linchtenstein, que é bem bacana. Tem para vender no site da Saraiva! Abaixo uma imagem do livro.

Primeiro Ensaio

18 maio

Em 2009, resolvi me aventurar em um curso de fotografia, e em uma das aulas foi proposto irmos ao Jardim Botânico da cidade e capturar imagens dos ângulos mais impensáveis para tentar sair do óbvio.

Confesso que foi divertido e desafiador, com o foco manual e sem tripé! Por sorte estava um dia lindo de sol, encontramos borboletas estáticas e até uma cobra camuflada no tronco de uma árvore.

Selecionei as fotos que mais gostei, espero que gostem!

Pequenas borboletas se formando. incrível!

Adorei as tonalidades de verde vibrantes que saíram desse clique

Outra borboleta belíssima de perfil.

Esta borboleta literalmente posou para a foto e permaneceu intacta.

Uma das que mais gostei. Um zoom nas folhas desta planta com cores brasileiríssimas, mas que não sei o nome.

Orquídeas podem ser clichês, mas mesmo assim, não resisti em tirar esta foto.

Não sei se foi sorte ou azar deparar com ela, afinal deu uma boa foto!

Reflexo da luz do sol nas águas.

Bambus. Acho lindo a textura que se destacta nesta foto.

Olha cor maravilhosa desta bromélia!

Esta é especial!!! pequenas borboletas (em formação) caminhando juntas! Lindo!